Observatório de Aves no “Terra da Gente”
Pesquisas recentes mostram que ter contato com a natureza traz melhorias para a saúde, inclusive alívio para ansiedade e depressão, que são condições cada vez mais comuns na sociedade moderna.
 Portanto se reconectar com a natureza parece ser, além de divertido, uma forma de prevenir doenças e complementar às terapias tradicionais; mas como estreitar laços com a natureza em cidades grandes e com pouco verde como São Paulo?
O Instituto Butantan, dentro de sua missão de prevenção na área de saúde humana, acredita e investe nesta proposta: desde 2014 oferece à população da cidade de São Paulo caminhadas para a observação de aves e da natureza. O projeto #vempassarinhar, desenvolvido pelo Observatório de Aves do Museu Biológico, estimula pessoas comuns, sem conhecimento ou experiência anterior, a observar aves. Essa atividade mostra como, mesmo na maior metrópole brasileira, é possível ter contato com a natureza.

 

#vempassarinhar realizado no parque Ibirapuera (São Paulo, SP).

#vempassarinhar realizado no parque Ibirapuera (São Paulo, SP). Foto: Erika Hingst-Zaher.

 

A atividade #vempassarinhar, oferecida uma vez por mês, é uma caminhada de duas horas pelo parque do Instituto Butantan ou em um parque municipal, guiada por um especialista em aves. No passeio, com binóculos e guias de identificação, as pessoas  recebem orientação de como identificar as aves por características como coloração e tamanho e pelo canto, já que cada ave produz um ou mais sons que são únicos. Além disso, aprendem a prestar atenção em detalhes de seu comportamento e do ambiente onde vivem.
Mais importante, aprendem que passarinhar é uma atividade saudável, divertida, barata e que cria laços entre as pessoas, sendo possível de ser praticada por todas as idades e condições físicas.
 A atividade também estimula a exploração dos parques municipais e estaduais, além da própria vizinhança. Isso porque o encontro ocorre em diferentes locais, e porque as aves são encontradas até mesmo em áreas com pouco verde como a Avenida Paulista.
alma-de-gato (Piaya cayana) – Imagem: Luciano Lima

alma-de-gato (Piaya cayana) – Imagem: Priscila Couto.

 

Esses benefícios estão ficando cada vez mais evidentes e vem chamando a atenção de pesquisadores e de jornalistas. Nesse mês a G1 fez uma reportagem sobre a relação da observação de aves e a saúde, convidando a Dra. Erika Hingst-Zaher para contar um pouco sobre os benefícios dessa atividade. A entrevista na íntegra pode ser acompanhada aqui  http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/especiais/noticia/2017/03/ansiedade-e-depressao-podem-ser-combatidas-com-observacao-de-aves.html.
Mais informações estão disponíveis no menu #vempassarinhar do site Gabinete de Curiosidades e na página do Observatório de Aves no Facebook (https://www.facebook.com/observatoriodeavesibu/).

1 Comentário

  • Nem de Benedicto 2017 mar 16 / 13:59

    Parabéns pelo projeto.

Deixe um comentário