Mamíferos Terrestres

     No Brasil, os pequenos mamíferos terrestres são os animais com menos de 1.5kg que não têm capacidade de vôo. Neste grupo, bastante diversificado e encontrado em vários ambientes, estão os pequenos roedores, principalmente cricetídeos e equimídeos,  e os marsupiais. A grande maioria tem hábitos noturnos, passando o dia em abrigos e saindo à noite para buscar alimento. São, por isso, raramente vistos. Para conhecê-los melhor geralmente nós os capturamos usando armadilhas especiais, em formato de caixas, com iscas para atraí-los durante a noite.
     Pequenos mamíferos são, em geral, importantes dispersores de sementes e podem ajudar a controlar populações de insetos. Algumas espécies são também polinizadoras.
     Um número considerável de espécies são consideradas ameaçadas, especialmente por causa da degradação e modificação dos ambientes onde vivem.
     Pequenos mamíferos, ou aqueles que pesam até 1 kg, são os roedores ou ratinhos silvestres, e os marsupiais, grupo onde são classificados os gambás e seus parentes.
Cuíca-lanosa (Caluromys lanatus) – Imagem: Luciano Lima

Cuíca-lanosa (Caluromys lanatus) – Imagem: Luciano Lima

     Para conhece-los é necessário capturá-los, o que é feito utilizando armadilhas que são chamadas “de contenção”, como pequenas caixas de metal, onde colocamos banana, pasta de amendoim e aveia. As armadilhas são colocadas no final do dia e verificadas de manhã bem cedo, antes que fique muito calor.
Armadilha de captura (sherman)

Armadilha de captura (sherman)

Armadilha de interceptação e queda (pitfall traps)

Armadilha de interceptação e queda (pitfall traps)

 

 

     Os animais capturados são identificados, pesados e medidos. Fazemos coletas de pulgas e carrapatos para que sejam estudados por pesquisadores do Instituto Butantan. Em seguida eles recebem uma marcação, que pode ser um brinco de metal com um número, próprio para isto, ou uma tatuagem, e são soltos novamente no mesmo local em que foram capturados.
Marcação de marsupial

Marcação de marsupial

Marcação de roedor

Marcação de roedor

 

 

      Até agora, sabemos que existem 6 espécies de pequenos mamíferos no parque. São eles: Cavia aperea, Rattus rattus, Olygorizomys sp., Calomys sp., Didelphis aurita e Callithrix sp.
Rato-silvestre (Olygorizomys sp. – Imagem: Rodolpho Gonçalves da Silva

Rato-silvestre (Olygorizomys sp. – Imagem: Rodolpho Gonçalves da Silva

Sagui (Callithrix sp.) – Imagem: Erika Hingst-Zaher

Sagui (Callithrix sp.) – Imagem: Erika Hingst-Zaher

 

 

     Todas estas atividades que envolvem a captura, manuseio, marcação e soltura de animais silvestres receberam licença do SISBio e da CEUA, sendo feitas com cuidado de maneira a perturbá-los o mínimo possível. Os resultados serão muito importantes para que as pessoas que visitam o parque saibam quais animais vivem aqui, e também para que possamos cuidar dessa importante área verde de forma a manter sua diversidade.