#VemPassarinharSP no Parque Estadual de Vassununga registra 58 espécies
     No último sábado, 18 de março, aconteceu o passeio para observação de aves do projeto Vem PassarinharSP. Parceria entre o Sistema Ambiental Paulista, o Instituto Butantan e a SAVE Brasil, este projeto busca promover o uso público nos parques através de atividades ligadas à observação de aves.
    Além de pensar no monitoramento da fauna a longo prazo, através da parceria estabelecida no projeto, é organizada a cada dois meses uma passarinhada em uma Unidade de Conservação estadual.
     A quarta edição desse passeio foi no Parque Estadual de Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro. O parque abriga uma rara combinação de áreas preservadas de Cerrado e de Mata Atlântica, e é famoso por seus jequitibás-rosa, abrigando a árvore que é considerada a mais antiga do Brasil. Tem ainda, entre seus habitantes, diversas espécies de aves ameaçadas.

passarinharvassununga1

     Vinte e duas pessoas participaram do evento. A caminhada durou cerca de três horas, e foi percorrida a Trilha dos Jequitibás até o majestoso “Patriarca”, um jequitibá-rosa com mais de 40m de altura.
Trilha percorrida pelos observadores.

Trilha percorrida pelos observadores.

     Durante a caminhada foram registradas 58 espécies de aves, com destaque para o chorozinho-de-chapéu-preto (Herpsilochmus atricapillus), a trovoada (Drymophila ferruginea), o bico-virado-carijó (Xenops rutilans), o tiririzinho-do-mato (Hemitriccus orbitatus) e a pipira-da-taoca (Eucometis penicillata). Também foi observado um possível híbrido de duas espécies de picapauzinhos, o picapauzinho-barrado (Picumnus cirratus) e o picapauzinho-escamoso (Picumnus albosquamatus).
Bico-virado-carijó. Foto: Luiz Carlos Romassotti

Bico-virado-carijó. Foto: Luiz Carlos Romassotti

dsc-3617-ariramba

Ariramba. Foto: Luiz Carlos Ramassotti.

     Após a caminhada, todos se juntaram para elaborar a lista das espécies observadas, e enviá-la para a plataforma de ciência cidadã eBird (link para eBird). A lista pode ser vista em http://ebird.org/ebird/view/checklist/S35252636.
     O pesquisador Carlos Gussoni contou em seguida para os participantes muitos fatos interessantes sobre uma espécie de ave considerada ameaçada de extinção, a maria-da-restinga (Phylloscartes kronei), que vive entre o litoral sul de São Paulo e norte do Rio Grande do Sul.
   Confira a matéria do G1: http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/noticia/observadores-de-aves-se-reunem-no-parque-vassununga-e-clicam-58-especies.ghtml
      A próxima passarinhada vai acontecer nesse final de semana, no sábado dia 25 de março no Instituto Butantan. O ponto de encontro é o Museu Biológico, às 7 horas. Depois da observação, vamos tomar um café da manhã coletivo e prosear sobre passarinho. 
Venha participar!!!

Deixe um comentário